Cultura organizacional para startups

Cultura organizacional para startups
transformação cultural

Cultura organizacional parece um termo antiquado e parte daquelas empresas centenárias que todos nós conhecemos. Mas é justamente o contrário!

Falar sobre essa cultura é referir-se a qualquer tipo de empresa, já que todos precisam se preocupar com o assunto. E com startups não poderia ser diferente.

Neste texto, vamos refletir sobre a cultura organizacional para startups na prática.

O que é cultura organizacional para startups?

A cultura organizacional para startups consiste em uma série de valores e comportamentos que traduzem o DNA da empresa. Essa cultura deve refletir a identidade da organização, de modo a orientar o comportamento de cada funcionário.

Nesse sentido, cultura organizacional precisa ser mais que simples valores fixados na parede, mas sim uma forma de mentalidade dos líderes e funcionários.

Vantagens da cultura organizacional para startups

A cultura organizacional reflete hábitos, convicções e políticas da empresa, influenciando o modo como os colaboradores se comportam.

Contemporaneamente, no entanto, a cultura vai muito além disso, pois está presente na forma como a empresa cria oportunidades de negócio e gerencia suas relações.

Confira, a seguir, as vantagens da cultura organizacional:

Ambientes de trabalho mais positivos

Quando startups investem em cultura organizacional, a empresa cria meios de melhoria no ambiente de trabalho, de modo que os relacionamentos sejam elevados a outro nível, tendo por bases os valores da organização, que permitem superar as brigas particulares.

Ambientes de trabalho mais positivos, portanto, são criados por uma cultura organizacional bem estabelecida em startups.

Produtividade mais elevada

As startups sabem, como nenhum outro tipo de empresa, que a felicidade do funcionário influencia em sua produtividade. Por isso, uma cultura organizacional bem formada em startups leva justamente a um cotidiano mais feliz.

Como consequência do crescimento da satisfação, fará naturalmente que a produtividade geral também cresça, gerando um benefício mensurável para a empresa.

Endomarketing mais efetivo

O endomarketing consiste em ações tomadas justamente para fortalecer a cultura organizacional

Ora, com uma cultura estabelecida em startups, o endomarketing ganha ainda mais sentido, permitindo que ambientes de trabalho mais integrados sejam criados, gerando mais produtividade.

Quando essa cultura não está bem formada, o endomarketing perde o seu sentido, de modo que ações ditas de endomarketing não passarão de simples comunicação interna.

Crescimento da retenção de talentos

A cultura organizacional tem uma função central na retenção de talentos. Conseguir este último resultado é um dos principais objetivos das organizações maduras, isso porque, ao perder talentos, a empresa está desperdiçando potencial de crescimento.

Para conseguir reter jovens profissionais, uma cultura organizacional é essencial para startups, oferecendo sempre um plano de carreira claro e um ambiente eficiente, além de favorecer a contratação de profissionais com fit cultural.

Quando é o momento certo de começar a pensar em cultura organizacional para startups?

A cultura organizacional deve ser uma preocupação fundamental em startups, desde o primeiro momento de sua fundação. Isso por a cultura ser justamente a base onde os negócios se desenvolvem.

teamhub gestão de cultura

Ora, sem uma base bem estabelecida, o edifício tende a ruir. Justamente por essa razão, a cultura organizacional deve ser uma preocupação fundacional e constante para startups.

Como iniciar a cultura organizacional para startups na prática

Para iniciar a cultura organizacional, é preciso seguir alguns passos simples.

Os passos a seguir não estão em uma ordem de execução. Pelo contrário, a maioria será executada ao mesmo tempo, por isso, é importante que startups contem com a ajuda de empresas especializadas em cultura organizacional.

Integre times

Para que uma cultura organizacional funcione em startups, uma ação básica é justamente integrar os times

Aquela ideia tradicional de equipes segmentadas, vivendo em mundos distintos, com comunicação feita somente por vias oficiais (como o e-mail), já ficou para trás.

Hoje, as equipes precisam trabalhar em conjunto. As paredes devem cair, e dar lugar a ambientes colaborativos, onde as ideias fluem com liberdade e sem julgamentos. 

As empresas que adotam essa forma de gerenciar os seus times, conseguem resultados muito mais satisfatórios.

Defina a identidade corporativa

Missão, visão e valores são palavras que evocam uma ideia tradicional de empresas. Por isso, algumas startups deixam de lado essa tríplice expressão da identidade corporativa.

Mas, não! Esses elementos não são coisas do passado, pelo contrário. Definir a identidade corporativa é uma tarefa fundamental para que startups consigam desenvolver uma cultura que reflita verdadeiramente o melhor da empresa.

Estabeleça ambientes flexíveis

A flexibilidade é uma marca muito forte em startups. Esse valor, geralmente, está presente na própria identidade corporativa. 

Por isso, criar ambientes flexíveis parece ser mais que uma tendência, só para ter fotos bonitas para postar no LinkedIn.

Pelo contrário, os ambientes flexíveis representam mais felicidade e produtividade para as empresas. Por isso, este é um ingrediente importante na cultura organizacional de startups.

Procure inspirações em outras empresas

Atualmente, não faltam exemplos de empresas e startups que desenvolvem um trabalho excelente no que diz respeito à cultura organizacional.

Por isso, startups que buscam otimizar sua cultura, devem primeiro procurar inspirações nos acertos das empresas que já desenvolvem esse trabalho com excelência. É o caso, por exemplo, do Google, da Meta, do Twitter, etc.

Valorize os profissionais e priorize o capital humano

Um ponto importante da criação de uma cultura organizacional para startups, é justamente a valorização e priorização do capital humano. As pessoas precisam ser prioridade, não apenas no discurso, mas na prática.

Frequentemente, a internet é tomada por polêmicas envolvendo startups e demissões em massa. Ora, sabemos que demissões acontecem, o problema é justamente não considerar o ser humano no processo de expansão.

Às vezes, é melhor frear um pouco o crescimento, para evitar problemas de demissão em massa no futuro. Afinal, o crescimento deve acontecer mediante a capacidade da startup.

Conclusão

Conte com a ajuda TeamHub em sua gestão de cultura. Acesse o site oficial e confira tudo que podemos fazer por sua empresa.

Papo de Cultura Podcast
(Visited 114 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *