Cultura Organizacional – Passos Práticos Para Sua Gestão

Cultura Organizacional – Passos Práticos Para Sua Gestão

Inúmeros fatores, tanto externos quanto internos, podem influenciar o gerenciamento da cultura organizacional das organizações. Em um contexto de mudanças céleres e significativas para o ambiente corporativo, o acompanhamento destas transformações na cultura organizacional requer mais que um olhar apurado: requer planejamento e um cuidado diário.

Determinadas ações devem ser incorporadas à rotina das empresas para facilitar a administração de sua cultura organizacional. Ações simples podem impactar positivamente no desenvolvimento e na imposição destes conceitos até a absorção total e rotineira da cultura organizacional por toda a instituição.

  • Defina suas Diretrizes, como Missão, Visão e Valores – é imprescindível estabelecer as diretrizes que vão nortear os valores da companhia, são elas que vão indicar os porquês da empresa, como agir, quais são os seus objetivos e princípios que jamais deverão ser ignorados. É fundamental que as diretrizes sejam conhecidas e disseminadas por todos que fazem parte da empresa, líderes e colaboradores.
  • Elabore um Plano de Comunicação – um Plano de Comunicação pode identificar possíveis problemas e organizar estrategicamente a implementação da cultura organizacional na empresa. Um plano estratégico pode apontar diversas questões relevantes em relação não só à comunicação interna, mas também entender o momento, o que traz (ou não) resultados, nível de satisfação dos colaboradores, verificar como funciona o setor neste momento, e, posteriormente, traçar objetivos e ações que envolvam toda a organização.
  • Desenvolva uma cultura de Comunicação Interna –  a Comunicação Interna é imprescindível para o sucesso tanto do plano de comunicação quanto da cultura organizacional. Seus canais de informação devem ser desenvolvidos e alinhados para melhor alcance de colaboradores e também de resultados. É necessário frisar sempre a necessidade de nutrir a equipe de informações atualizadas e relevantes, sempre que necessário, para que não se instaure a famosa ‘rádio peão’, que é a comunicação interna sem gerenciamento e dificilmente tem algo de bom a agregar.

Deve-se, ainda, intensificar o trabalho da comunicação interna com a disseminação de exemplos de conduta e comportamento ‘ideais’. No entanto, para que as mensagens enviadas façam sentido para a equipe é imprescindível que sejam praticadas e reforçadas reiteradamente pelos gestores e líderes.

  • Dê ouvidos aos feedbacks recebidos – a comunicação é sempre uma troca e assim deve ser vista e utilizada por toda a equipe; sendo assim, é necessário dar abertura para os colaboradores se sentirem confortáveis, à vontade para dar feedbacks diversos, opiniões, fazer propostas e sugestões. É essencial se atentar para a utilização de diferentes canais para que todos os colaboradores possam ser atingidos, quaisquer que sejam as linguagens e códigos utilizados.
  • Trabalhe os valores diariamente através de informações estratégicas – inserir as diretrizes na rotina da organização requer um trabalho árduo e diário para que a cultura seja sempre lembrada e instaurada da maneira devida.
  • Conheça os colaboradores  o sucesso da cultura organizacional depende muito dos colaboradores, então é de extrema importância conhecer essas pessoas que compõem o quadro da empresa, assim como cada departamento e as formas de comunicação que utilizam entre si. O que queremos com isso é demonstrar como o funcionário reage quando recebe determinada informação, é preciso se colocar no lugar dele.

Mas como?

Através de pesquisa sobre o clima organizacional, por exemplo: teríamos uma gama maior de informações para trabalhar, mas se não for possível, conversas informais direcionadas já podem trazer dados que agregam. Dar voz ao colaborador pode ser mais efetivo do que nos parece inicialmente.

Quando há uma junção do trabalho realizado individualmente com as diretrizes da empresa, há também motivação para trabalhar e disseminar a cultura, há uma conexão entre ambos, ele literalmente ‘veste a camisa’ da forma mais adequada.

  • Contrate colaboradores que já estão em consonância com a sua cultura – no processo seletivo, concentre sua análise no indivíduo e não só em sua formação acadêmica e experiência profissional. Contratar alguém que não corrobore com os valores da empresa aumenta as chances de turnover (alta rotatividade de pessoal na empresa). No momento da seleção, é necessário deixar claro as diretrizes da empresa como um todo.  
  • Promover a Diversidade na organização – viabilizar a diversidade na empresa significa agregar ao quadro de colaboradores pessoas de diversas orientações de gênero, sexual e religiosa, assim como pessoas de diversas etnias, pessoas com deficiência, com históricos negativos de vida pregressa e outros, principalmente pessoas que vivenciam o preconceito por causa destas questões.

Uma equipe mista de colaboradores, com referências e olhares distintos, pode auxiliar na promoção de inovação na empresa, gerando, quem sabe, novos procedimentos, novos produtos e até mesmo o fortalecimento da marca.

  • Fortaleça os exemplos práticos – é necessário praticar a cultura e não só falar sobre ela. De acordo com o foco da sua cultura, crie novos canais, implemente programas, enfim, faça algo! As empresas que falam uma coisa e não agem de acordo com o que pregam podem estar impedindo o fortalecimento de sua cultura.
  • Reconheça e recompense os colaboradores – é importante recompensá-los, considerando que são os principais responsáveis pela manutenção da cultura organizacional.
  • Promova políticas de trabalho flexíveis – flexibilizar os métodos de trabalho se tornou tendência, processo este que foi acelerado pela pandemia do Covid 19 e necessidade do distanciamento social. As empresas compreenderam a urgência e necessidade de flexibilizar, seja através do home office, seja alterando os turnos de trabalho; sugere-se que a flexibilização veio para ficar, já que medidas como as citadas anteriormente interferem no bem-estar e na produtividade dos colaboradores, sem alterar a qualidade do trabalho.
  • Promova o Relacionamento Interpessoal – promover a interação entre os colaboradores de setores diferentes, de equipes diferentes, é extremamente relevante para disseminação da cultura organizacional. Trazer boas relações para o ambiente de trabalho o torna mais agradável. É nesse ambiente que os colaboradores poderão se sentir confortáveis para conversar, expor novas ideias, enfim, é um ambiente propício para promoção da cultura da empresa de forma leve e sem que seja percebida.
  • Invista em Capacitação – cursos de curta duração podem desenvolver novas habilidades, sejam eles cursos técnicos ou relacionados à consolidação das diretrizes da organização, e ainda descobrir novos talentos. Treinamentos relacionados à cultura organizacional auxiliam no seu entendimento e em como praticá-la conscientemente, agregando valor ao capital humano.
  • Desenvolva / Envolva os líderes – os líderes são essenciais no processo de gerenciamento da cultura organizacional pelo poder de influenciar os colaboradores e por ser o elo de ligação entre funcionários e a alta hierarquia da empresa. Investir na qualificação e em ações que façam com que os líderes sejam também comunicadores é o caminho para que os colaboradores se espelhem neles e se transformem em agentes de mudança.
  • Modernize o ambiente institucional –  um ambiente mais funcional, com uma iluminação adequada, móveis ergonômicos e elementos contemporâneos, que trazem leveza para o recinto, causam impacto no humor de quem ali trabalha e influência na cultura organizacional. Cuidado para não se empolgar demais e abusar de cores fortes ou excesso de componentes: eles podem causar um estímulo visual exagerado, pesado, que poderá provocar cansaço nos funcionários, sem que seja percebido o motivo.

A consolidação da cultura organizacional impacta, de forma direta, no sucesso da organização, de sua marca e reputação.

Pontos positivos que vão balizar o crescimento das organizações e destacá-las diante da concorrência. Seu progresso acontecerá a partir de pilares fortes e de planejamento e cultura diárias, possibilitando a efetivação das metas predefinidas.

Além disso, podemos citar algumas outras características positivas de organizações que trabalham uma cultura organizacional com afinco:

  • Índices de produtividade mais altos – um colaborador comprometido, engajado, satisfeito e confortável no ambiente corporativo consegue contribuir mais, aumentando os índices de produtividade.
  • Alinhamento da equipe – quando a cultura organizacional é praticada de forma coerente, os colaboradores sabem o que fazer e como fazer, problemas de entrosamento e integração são evitados, tudo com base no acesso a uma comunicação efetiva e abrangente. 
  • Fortalecimento da Marca – a cultura organizacional está diretamente conectada ao reconhecimento do capital humano. Funcionários satisfeitos e cientes das possibilidades de crescimento profissional melhoram a boa imagem da empresa no mercado. 
  • Redução do turnover – colaboradores alinhados às diretrizes institucionais desde a contratação diminuem a alta rotatividade de profissionais que não se enquadram nas orientações da empresa (embora possam ter currículos atraentes).
(Visited 11 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.