O que é ESG? Environmental, Social and Governance

O que é ESG? Environmental, Social and Governance
transformação cultural

A governança ambiental, social e corporativa é uma abordagem para avaliar até que ponto uma empresa trabalha em prol de objetivos sociais que vão além dos lucros.

A sigla ESG vem do inglês “environmental, social and governance”. Na tradução, ela representa “ambiental, social e governança”. Mas o que isso quer dizer na prática?

É cada vez mais comum ver empresas que adotam praças e parques para as tornarem espaços verdes. Outras organizações preferem colaborar com a reciclagem e apostar em embalagens biodegradáveis.

Essas ações trazem benefícios para a sociedade e meio ambiente. De um lado preservam a fauna e flora, de outro contribuem para que as pessoas possam ter melhor qualidade de vida.

Estas ações são cada vez mais valorizadas dentro do mercado corporativo e agora são consolidadas pela sigla ESG, com adição dos cuidados com a administração da empresa que estão relacionados a letra G, de governança.

A grande questão é o que leva as organizações a agirem dessa forma? O que é ESG e como ele está transformando as relações empresariais e de consumo? Continue a leitura para obter as respostas.

Entenda o que é ESG

Para muitos, essa pode parecer apenas mais uma sigla usada para encurtar um nome longo. Há também quem já a tenha visto e não deu muita importância, apenas entendeu o contexto no qual ela estava inserida.

Mas a sigla ESG carrega um significado muito mais amplo e que vem sendo valorizado dentro do mundo corporativo.

ESG significa “environmental, social and governance” ou traduzindo “ambiental, social e governança”. Ela é usada para medir as práticas realizadas pelas empresas nos três campos relacionados.

E de environmental – Cuidado ambiental

Neste aspecto, as empresas devem se comprometer com a conservação do meio ambiente, em questões que envolvam a preservação, o aquecimento global e a redução da emissão de gases, por exemplo.

Além destes aspectos, as empresas são incentivadas a fazer ações para reduzir a poluição de água, ar e solo, eliminar e neutralizar o desmatamento e incentivar o uso de alternativas energéticas sustentáveis.

S de social

Ao tratar da abordagem social, na explicação sobre o que é ESG, chegamos às relações humanas. Sejam elas entre os clientes da empresa, os fornecedores, a comunidade em que ela está inserida e várias outras opções.

A intenção aqui é que a empresa invista no bem-estar do funcionário, mantenha um bom relacionamento com a comunidade e satisfaça os clientes. Isso envolve prática e relacionamento que sejam benéficos para ambos os lados.

G de governança

Nesse caso, a governança está relacionada com a composição do conselho administrativo, definição de salários e benefícios e relações com entidades organizacionais.

Entender o significado do que é ESG permite entender melhor qual o seu objetivo. Apesar desta classificação ser algo recente, ela já se difundiu bastante.

A primeira vez que o termo foi citado foi em 2005, em uma iniciativa realizada pela Organização das Nações Unidas. Naquela ocasião, foi apresentado o relatório “Who Cares Wins”, que inicialmente foi levado a instituições financeiras de diferentes países.

teamhub gestão de cultura

O ESG é novo?

Apesar do termo ser novo, as práticas e princípios classificados pelo ESG são anteriores a ele.

Por volta dos anos 1950 e 1960, algumas empresas que não eram consideradas éticas já eram excluídas por muitos investidores. Na época, os valores morais eram os que tinham maior relevância para o mercado financeiro.

Por volta de 1980, aumentou a preocupação com o meio ambiente. Nessa mesma época, as práticas de governança e sociais também começaram a ganhar destaque.

Em 1999, com a criação do Índice Dow Jones de Sustentabilidade, ficou evidente a preocupação e importância do ESG. Isso evidenciou ainda mais para os investidores quais empresas estavam seguindo boas práticas e como essa atitude poderia ser relevante para uma organização.

Atualmente, as boas práticas sociais de uma empresa são indicadores utilizados pelos investidores e por instituições financeiras. Grandes empresas como Apple e Microsoft acabam sendo grandes incentivadores dessa tendência.

As tendências e importância do ESG

A governança é uma das tendências nas empresas, pois uma gestão responsável gera benefícios. Uma organização que investe nessas práticas terá menos problemas e chances de esvaziar o caixa com questões trabalhistas ou ambientais.

Ter um selo que reconheça a atuação e aplicação das práticas de ESG faz com que qualquer organização se posicione como socialmente e ambientalmente responsável. Para que consiga isso é preciso atuar de forma transparente, evidenciando suas atividades e tornando as informações acessíveis.

A tendência é que os investidores e instituições financeiras busquem pelas empresas que tenham boas práticas de ESG, isso porque quando não são adotadas boas práticas, se perde valor de mercado.

Os fundos de investimentos acompanham isso e direcionam os aportes a empresas certificadas.

Um exemplo bem claro foi o que aconteceu com a mineradora Vale após o rompimento das barragens. Ela perdeu valor de mercado e ainda se esforça para se recuperar e valorizar suas ações.

A tecnologia também é uma grande aliada no processo de implementação do ESG. Ela contribui para a estruturação, atuação e monitoramento das atividades, nos diversos setores, permitindo uma visão macro de tudo o que está acontecendo.

Um exemplo simples da atuação da tecnologia é a redução do uso de papel ao substituir por sistemas informatizados. É claro que isso deve ser aliado a outras práticas, como plantar árvores para minimizar os impactos da emissão de carbono por conta dos equipamentos eletrônicos.

O ESG deve ser incluído no planejamento estratégico das organizações, incorporados dentro daquilo que elas estabelecem como missão, visão e valor. Ele não será mais um tema isolado, mas uma parte importante da cultura organizacional.

Sempre que algo for desenvolvido, um produto lançado ou simplesmente ações de marketing elaboradas, todas as ações deverão ter os princípios de boa governança, o mínimo de impacto ambiental e social.

Ao explicar o que é ESG, podemos concluir que é algo muito maior do que uma simples sigla de três letras. É uma cultura que deve nortear os negócios e empresas daqui para frente.

Talvez você não saiba, mas a TEAMHUB é uma empresa especializada em avaliar e promover mudanças na cultura organizacional para guiar cada instituição para as metas do negócio.

Papo de Cultura Podcast
(Visited 63 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *