LGBTQIA+: O que significa cada letra dessa sigla?

LGBTQIA+: O que significa cada letra dessa sigla?
transformação cultural

Nos anos 90, muita gente falava as siglas “GLS”, ao se referir às pessoas gays, lésbicas e simpatizantes. Aos poucos, esse termo foi evoluindo e ganhando mais força, com outras variações. Hoje, esse termo quase não é utilizado, mas sim o LGBTQIA+.

A atualização trouxe muitas outras orientações sexuais e transição de gênero. A atual nomenclatura e acrônimo é uma das formas mais frequentes de encontrar a sigla sendo utilizada.

Neste artigo, a gente vai explicar como você pode apoiar a diversidade na sua gestão de cultura, além de passar o significado de cada sigla.

É possível entender que unir a inclusão, diversidade e ações educacionais pode fazer com que a sua gestão de cultura e o clima organizacional da sua empresa tenha mais eficácia.

Antes de mais nada, qual é o significado LGBTQIA+?

O LGBTQIA+ trata-se de um movimento social que visa atuar no apoio à diversidade, além de aumentar a busca pela representatividade e direitos da população. Neste caso, a luta dos apoiadores é pela igualdade entre as pessoas, independente de gênero e orientação sexual.

As Diretrizes de Comunicação LGBTI+ da Aliança Nacional LGBTI+ mostram o significado de cada letra da sigla LGBTQIA+. 

Atualmente, a gestão de cultura vem implementando, cada vez mais, suporte ao público LGBTQIA+, no intuito de fomentar a igualdade entre os colegas de trabalho. Inclusive, dentro dessa gestão de cultura, as diferenças não existem, o que faz com o que os trabalhadores LGBTQIA+ se sintam mais motivados.

No próximo tópico, vamos explicar o que seriam as siglas que compõem a palavra.

O que significa cada letra?

L representa “Lésbicas”

Estas são mulheres que experienciaram atração emocional ou sexual por seu gênero. Neste caso, com outras pessoas do mesmo sexo.

G de “Gays” 

São homens que sentem atração ou sexualmente ativos com outros parceiros do mesmo sexo.

B de “Bissexual”

Isso se aplica a homens e mulheres que são sexualmente atraídos por ambos os sexos, sem distinção. 

Neste caso, bissexualidade não tem relação direta com poligamia, promiscuidade, infidelidade ou insegurança no comportamento sexual. Essas ações podem ser realizadas por qualquer pessoa, independentemente da orientação sexual.

T de “Trans”

Ao contrário das letras que falamos até o momento, o T não se refere à orientação sexual, mas sim, às identidades de gênero. Estamos falando aqui de pessoas trans, que podem ser transgêneros masculino ou feminino, além de travestis. Fora isso, ainda podemos identificar dentro deste grupo pessoas não-binárias, que estão fora da classificação de sexo masculino ou feminino. 

teamhub gestão de cultura

Q de “Queer”

Pessoas “LGBTQ” são aquelas que oscilam entre conceitos de sexo. O mesmo acontece com os ladyboys. Essa classificação afirma que a orientação sexual e a identidade de gênero não são o resultado do funcionamento biológico, mas sim devido à estrutura social.

I de “Intersexo”

Aqui, a pessoa em questão está entre ser homem e mulher. A integração biológica e o desenvolvimento físico, seja de cromossomos, órgão reprodutores e etc, não se encaixa em pessoa não-binária..

A de “Assexual”

Pessoas assexuais não têm atração e nem desejo por outras pessoas, independentemente do gênero, mesmo sendo homem ou mulher. Os níveis da pessoal assexual são diferentes e distintos. Varia de um para o outro e é comum que essas pessoas não considerem as relações sexuais uma prioridade.

+ , o símbolo final

No final, está alocado o símbolo “+” , que parece incluir outras identidades de gênero e orientações sexuais que não se enquadram no modelo cis-heteronormativo e também não aparecem com destaque antes do simbolo.

Por que o movimento LGBTQIA+ é importante?

O movimento LGBTQIA + busca proteger a aceitação das pessoas na sociedade, independente de orientação sexual ou gênero, além de respeitar integralmente os direitos dessas pessoas.

Embora não seja um movimento centralizado e único em seus mais diversos núcleos ao redor do mundo, muitas organizações não governamentais estão trabalhando nessa direção, dando suporte a essa parcela da sociedade.

Atualmente, o mundo enfrenta uma onda de preconceito e discursos de ódio contra os LGBTQIA+. Com isso, o movimento busca a igualdade social. Exista pela conscientização das pessoas sobre homofobia, homossexualidade, lesbianismo e pessoas trans.

Claro que, como qualquer outro movimento social, o movimento LGBTQIA + compreende ampla rede de ativistas políticos. 

São integrantes de eventos famosos, como marchas na rua e grupos objetivados em acionar a mídia, além daqueles que realizavam pesquisas acadêmicas Inclui as famosas marchas de rua e grupos focados em mídia, belas-artes e até pesquisas acadêmicas.

Uma dado triste, é que mais de 70 países, ao redor do mundo, considera crime a pessoa LGBTQIA+. 13 desses países ainda fazem pior, arbitram a pena de morte para homossexuais. Fatos que no século 21, não conseguimos compreender a ignorância desses locais. 

Sua empresa está preparada para fomentar a diversidade na sua gestão de cultura?

Os pontos principais de transformação para melhorias, começam na cultura. 

Criar políticas de boas práticas para o respeito, ética e igualdade, a ponto de fomentar a gestão de cultura, tendo grupos LGBTQIA +, além de atividades educacionais para conscientizar funcionários que não pertencem ao grupo é de suma importância.

Hoje em dia, o mercado está competitivo e, com a conscientização avançando de que todos nós somos iguais independente do sexo, cor, orientação sexual e etc, implantar ações para abraçar a diversidade dentro do ambiente corporativo é fundamental.

A gestão de cultura de uma empresa nunca se torna a mesma quando existe um fomento organizacional, educacional e de inclusão.

Una a diversidade, inclusão e as ações para melhorar a gestão de cultura da sua empresa! Saiba mais sobre cultura organizacional e fique por dentro de tudo que pode ser implementado. 

Papo de Cultura Podcast
(Visited 216 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *